Skip to content

Dólar opera em queda em dia de divulgação de PIB

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

CÂMBIO NEWS – RESUMO DIÁRIO DE NOTICIAS SOBRE O MERCADO DE CÂMBIO – 01/09/2021

O dólar opera em queda nesta quarta-feira (1), em dia de divulgação do resultado oficial do PIB (Produto Interno Bruto), com os investidores de olho também na cena política e nos impactos da crise hídrica no aumento do custo da energia elétrica e na inflação.

Às 9h11, a moeda norte-americana recuava 0,31%, vendida a R$ 5,1539. Veja mais cotações.

Na véspera, o dólar fechou em queda de 0,37%, a R$ 5,1697. Em agosto, acumulou leve queda de 0,77%%. No ano, tem recuo de 0,34% ante o real.

Fonte: TradingView

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta quarta-feira

1. Crise hídrica pressiona inflação no Brasil

O agravamento da crise hídrica foi reconhecido pelo governo, com o ministro de Minas e Energias, Bento Albuquerque, pedindo em pronunciamento na TV que a população economize energia. Segundo o ministro, a perda de geração hidrelétrica equivale a todo o consumo de energia da cidade do Rio de Janeiro por cerca de cinco meses.

Ontem (31), o governo também anunciou a bandeira tarifária de “escassez hídrica” que custará R$ 14,20 a cada 100 kWh e que estará em vigor até abril do ano que vem. O aumento na conta de energia deve empurrar o valor da inflação de 2021 a 8% ao ano aproximadamente, segundo estimativas divulgadas pelo Valor Econômico.

CONFIRA: Cotação das ações elétricas

O governo ainda criou um desconto de até 20% no valor da conta para quem economizar energia. Étore Sanchez, economista-chefe da Ativa Investimentos, porém, não acredita que esse programa tenha um impacto significativo no IPCA, uma vez que o IBGE não costuma incorporar descontos no índice. De acordo com o especialista, a inflação deve manter o seu viés altista até o ano que vem.

Para evitar uma alta mais expressiva nos custos em 2022, o governo pediu à Eletrobras (SA:ELET3) que antecipe um aporte de R$ 5 bilhões à Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) no próximo ano. A proposta de privatização da estatal prevê o pagamento de uma outorga ao Tesouro Nacional pelas concessões das usinas hidrelétricas e outro valor anual à CDE por 25 anos.

Ainda assim, mesmo com todas essas medidas, o Itaú não descarta a possibilidade de racionamento no país. Segundo o Valor Econômico, o banco dobrou as suas estimativas de 5% para 10% de que haja uma distribuição controlada do serviço.

CONFIRA: Cotação de ações brasileiras

2. Prévia do payroll: dados de emprego da ADP

O processador de folhas de pagamento ADP publicará seus números para contratação do setor privado no mês até meados de agosto às 9:15 (horário de Brasília), um aquecimento para os números da folha de pagamentos não-agrícolas – mais conhecido como payroll – na sexta-feira. O mercado monitora os dados do mercado de trabalho dos EUA para projetar quando o Federal Reserve (Fed) começará a retirar os estímulos – ou tapering no jargão da economia – da compra mensais de títulos públicos e hipotecário de US$ 120 bilhões. De acordo com discurso do presidente do Fed, Jerome Powell, na sexta-feira passada no Simpósio anual de Jackson Hole, dados do mercado de trabalho vão indicar o momento adequado para o tapering, que pode ser ainda esse ano.

Charge: Fed se prepara para parar de cavar

A correlação entre os números do ADP e os do payroll enfraqueceu desde o início da pandemia, e o grande déficit de ADP do mês passado foi retumbantemente contradito pelos dados do governo dois dias depois. Mesmo assim, um número superior aos 613.000 esperados poderia ser tomado como um aviso prévio do tipo de número que poderia desencadear uma redução imediata das compras de títulos (o inverso também é verdadeiro, como meu antigo professor de matemática adorava dizer). O presidente do Fed de Atlanta, Raphael Bostic, vai contribuir com seus dois centavos em um discurso às 13h00.

PMI industrial do Institute of Supply Management também será divulgado às 11h00.

Enquanto os investidores aguardam a divulgação dos indicadores do dia, os índices futuros de Nova York subiam no pré-mercado, revertendo as perdas modestas na véspera. Por volta das 08h14, os futuros do Dow JonesS&P 500 futuros e os Nasdaq 100 futuros subiam respectivamente 0,27%, 0,32% e 0,21%. Já o EWZ, fundo de índice que mede o desempenho das ações brasileiras em Nova York, tinha alta de 0,71% na pré-abertura.

CONFIRA: Cotação das ações dos EUA no pré-mercado

3. Opep+ deve manter o plano de aumento de produção

Os maiores exportadores de petróleo do mundo estão programados para manter seu curso atual em reuniões em Viena, sede da organização, mais tarde. Especialistas da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) revisaram sua previsão de demanda para este ano e no próximo na quarta-feira, e agora estimam que a demanda de petróleo cresça 4,2 milhões de barris por dia (b/d) em 2022, quase 1 milhão b/d maior do que antes.

Como tal, os analistas esperam que o cartel e seus aliados, liderados pela Rússia, confirmem que continuarão a adicionar oferta a uma taxa de 400.000 barris por dia a cada mês, até que todos os cortes de emergência da produção do ano passado sejam revertidos.

As dúvidas sobre a força da demanda dos principais importadores da Ásia diminuíram nos últimos dias, depois que a China disse que interrompeu a disseminação de Covid-19 no país e que o ritmo de vacinação aumentou rapidamente na Índia. Ambos os desenvolvimentos devem apoiar o consumo nesses mercados. A Indonésia e a Tailândia também estão começando a relaxar algumas medidas de contenção da pandemia.

Às 08h19, os preços do petróleo tinham leve alta nesta quarta-feira. O petróleo WTI tinha alta de 0,04% a US$ 68,53 o barril, enquanto o Brent avançava levemente em 0,01% a US$ 71,64 o barril.

CONFIRA: Cotação das principais commodities globais

4. Antecipação da retirada de estímulos pelo BCE no radar; desaceleração industrial na China

As chances de uma redução antecipada das compras de títulos pelo BCE estão começando a aumentar, embora poucos esperem que isso aconteça antes do Fed. Dois dos formuladores de política mais agressivos do BCE, Robert Holzmann e Klaas Knot, pediram nas últimas 24 horas que o banco começasse a reduzir suas compras de ativos no trimestre atual.

Suas vozes foram marginalizadas durante a maior parte dos últimos 18 meses, mas o vice-presidente do BCE Luis de Guindos disse em uma entrevista na terça-feira que a economia da zona do euro vinha tendo um desempenho melhor do que o esperado e sugeriu elevando suas previsões de crescimento quando se reunir na próxima semana. As contas da última reunião do BCE observaram pela primeira vez desde a pandemia que os riscos ascendentes para as suas previsões de inflação deviam ser levados a sério.

PMI de manufatura da zona do euro caiu em agosto, mas permaneceu em níveis historicamente altos, enquanto o PMI industrial Caixin da China, que acompanha a manufatura do setor privado, caiu abaixo de 50 pela primeira vez desde a primavera do ano passado.

CONFIRA: Cotação dos principais índices globais

5. SEC alerta sobre criptomoedas novamente

O chefe da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA, Gary Gensler, repetiu sua advertência de que as criptomoedas precisarão aceitar regulamentações mais rígidas, observando que elas se tornaram grandes demais para não serem devidamente governadas.

“Existem muitas plataformas em operação hoje que teriam um melhor envolvimento e, em vez disso, há um pouco. . . implorando por perdão em vez de pedir permissão ”, disse Gensler ao Financial Times em uma entrevista.

“Com um valor de cerca de US$ 2 trilhões em todo o mundo, está no nível e na natureza que, se tiver alguma relevância daqui a cinco ou dez anos, estará dentro de uma estrutura de política pública”, disse ele.

CONFIRA: Cotação de mais de 5 mil criptomoedas

Depois de cair drasticamente durante a reabertura da economia dos EUA, as criptomoedas se recuperaram no mês passado. Bitcoin operava em alta de 0,48% a US$ 47.698,9 às 08h25, enquanto o Ethereum avançava 3,28% a US$ 3.543,64, ainda lucrando com uma mudança de governança que está definida para melhorar seu desempenho ambiental e operacional.

https://br.investing.com/news/stock-market-news/fique-por-dentro-das-5-principais-noticias-do-mercado-desta-quartafeira-912028
https://g1.globo.com/economia/noticia/2021/09/01/dolar.ghtml

Siga nossas redes

Veja mais

Exchange

Dólar sobe forte e opera acima de R$ 5,30

CÂMBIO NEWS – RESUMO DIÁRIO DE NOTICIAS SOBRE O MERCADO DE CÂMBIO – 20/09/2021 O dólar opera em forte alta nesta segunda-feira (20), na entrada em