Skip to content

Dólar opera em queda

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

CÂMBIO NEWS – RESUMO DIÁRIO DE NOTICIAS SOBRE O MERCADO DE CÂMBIO – 16/12/2021

dólar opera em queda nesta quinta-feira (16), após ter fechado no pregão anterior no maior patamar desde abril.

Às 9h44, a moeda norte-americana caía 0,45%, cotada a R$ 5,6749. Veja mais cotações.

Na quarta-feira (16), o dólar fechou em alta de 0,21%, a R$ 5,7055 – maior patamar de fechamento desde 13 de abril (R$ 5,7161). Com o resultado, passou a acumular alta de 1,21% no mês. No ano, o salto é de 9,99% frente ao real.


Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta quinta-feira

1. Crise hídrica em 2022

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) descartou as chances de racionamento ou de apagão em 2022, considerando o cenário hídrico do país. De acordo com o diretor-geral Luiz Carlos Ciocchi, houve uma melhora no regime de chuvas, o que inclusive deve ajudar na redução do uso de termelétricas ainda em dezembro.

A expectativa é que as regiões Sul e Sudeste alcancem 58% das suas capacidades de reservatórios até maio de 2022. No final de novembro, o armazenamento estava na faixa de 20%.

Porém, Ciocchi comenta que ainda não é possível reduzir a tarifa de escassez hídrica da conta de luz, que cobra R$ 14,20 a cada 100 kWh consumidos, pois ela serve para “cobrir custos já incorridos”. O diretor da ONS também afirma que, mesmo que o país não tenha importado energia do Uruguai e da Argentina em dezembro, isso deve voltar a ser feito nos primeiros meses do próximo ano.

Além disso, o Banco Central também anunciou a redução de sua projeção de crescimento da economia nacional em 2022 de 2,1% para 1%, segundo o Relatório Trimestral de Inflação (RTI). A expansão do PIB também caiu de 4,7% para 4,4%. De acordo com o RTI, a probabilidade da inflação do próximo ano passar do teto de 5% subiu de 17% para 41%.

LEIA MAIS: BC corta previsão de crescimento do PIB em 2022 e vê maior risco de inflação superar teto

2. Ações no mercado americano

Os mercados de ações dos EUA devem estender os ganhos de quarta-feira quando abrirem mais tarde, apoiados por um mercado de títulos que se confortou com a guinada violenta do Federal Reserve.

Às 08h50, os futuros da S&P 500 avançavam 0,84%, enquanto os da Dow Jones e da Nasdaq 100 subiam 0,72% e 1,01%, respectivamente. O S&P atingiu um novo recorde na quarta-feira, depois que o Fed disse que encerrará suas compras de ativos em março e orientou-se para três aumentos de 25 pontos-base nas taxas de juros no ano que vem.

O rendimento do Tesouro de referência de 10 anos, que atingiu o pico de 1,71% no início do ano devido aos temores de que o Fed estivesse ficando para trás, caiu três pontos-base para 1,44% na sessão da madrugada.

As ações que provavelmente estarão em foco mais tarde incluem a gigante suíça farmacêutica e de saúde Novartis (NYSE:NVS) (SA:N1VS34), depois de anunciar uma nova recompra de ações de US$ 15 bilhões, bem como a biotecnologia francesa Valneva (NASDAQ:VALN), listada em NY, que publicou resultados de ensaios clínicos positivos para sua vacina experimental Covid mais cedo.

CONFIRA: Cotação em tempo real das ações dos EUA no pré-mercado em Wall Street

3. A ação do banco central muda para a Europa

O Banco Central Europeu anunciará suas decisões de política às 9h30. Nenhuma mudança em suas taxas de juros é esperada até 2023, mas o banco deve sinalizar um modesto aperto de sua política, confirmando que interromperá suas compras irrestritas de títulos (o chamado Pandemic Emergency Purchase Program) no final de março.

A grande questão em aberto para o BCE é como ele ajustou suas outras compras de títulos em andamento, que estão atualmente em 20 bilhões de euros por mês. Este programa não tem tanta liberdade para comprar títulos de membros mais fracos da união monetária, então a decisão pode resultar em alguma volatilidade nos spreads de rendimento intra-zona do euro.

Anteriormente, o índice de gerentes de compras composto da IHS Markit para a zona do euro caiu mais do que o esperado para o menor patamar desde abril, embora ainda permaneça confortavelmente em território de expansão em 53,4. A queda deveu-se inteiramente ao índice de serviços, que mostrou os primeiros sinais de uma nova onda de infecção de Covid atingindo a atividade.

O BCE também publicará novas previsões para a inflação e o crescimento nos próximos dois anos.

4. Banco da Inglaterra no fio da navalha

O Banco da Inglaterra enfrenta uma decisão muito mais difícil. As expectativas do mercado voltaram a esperar um aumento na taxa básica do Banco para 0,25%, o que seria a primeira alta de um banco central do G7 desde o início da pandemia.

No entanto, dados dos reguladores de saúde do Reino Unido sugerem que a variante Ômicron da Covid-19 agora está se espalhando tão rapidamente que uma desaceleração econômica parece inevitável, apenas devido ao grande número de trabalhadores que terão que ficar isolados enquanto se recuperam. O PMI composto do Reino Unido da IHS Markit caiu para seu nível mais baixo desde março, para 53,2. O número de casos da Covid no Reino Unido saltou mais de 30% em um único dia na quarta-feira para um novo recorde.

Em outras partes do mundo, o banco central da Noruega aumentou sua taxa básica em 25 pontos base para 0,5%, enquanto a lira da Turquia caiu para novas mínimas depois que o TCMB cortou sua taxa básica para 14%, cerca de 7 pontos percentuais abaixo da atual taxa de inflação. As Filipinas e a Indonésia deixaram suas taxas básicas inalteradas. O México anuncia suas decisões mais tarde.

5. Pedidos de seguro-desemprego, início de moradia

Os EUA publicam seus dados semanais sobre pedidos de auxílio-desemprego às 10h30, com os pedidos iniciais previstos para superar sua baixa de várias décadas de 184.000 na semana passada.

Ao mesmo tempo, os dados sobre o início de moradias e licenças de construção para novembro devem mostrar aumentos modestos em relação aos níveis de outubro.

Pesquisas regionais de negócios dos bancos da Reserva Federal de Kansas City e Filadélfia também devem ser realizadas, com investidores provavelmente prestando atenção especial ao desenvolvimento das pressões da cadeia de suprimentos e seu impacto sobre os preços.

https://br.investing.com/news/stock-market-news/fique-por-dentro-das-5-principais-noticias-do-mercado-desta-quintafeira-954373
https://g1.globo.com/economia/noticia/2021/12/16/dolar.ghtml

Siga nossas redes

Veja mais