fbpx Skip to content

APÓS DECISÃO DE CORTE DA SELIC PARA 2,25%, DÓLAR ABRE ACIMA DE 5,30

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

CÂMBIO NEWS – RESUMO DIÁRIO DE NOTICIAS SOBRE O MERCADO DE CÂMBIO – 18/06/2020

De Olho no Mercado | Frente Corretora de Câmbio – Parceiro Oficial BankRio Exchange

Por: Martine

Mercado mundial

Ações devem abrir em queda

As ações dos EUA devem abrir em baixa, já que as preocupações com o coronavírus e o aumento do ruído político minam a confiança de uma recuperação econômica em forma de V.

Às 8h40, o contrato futuro de Dow Jones 30 caía 174 pontos, ou 0,66%, enquanto o contrato futuro de S&P 500 caía 0,65% e o contrato futuro de Nasdaq 100 perdia 0,29%. Leia mais

China promete suporte econômico contínuo, mas alerta para consequências do excesso de liquidez

A China vai manter a ampla liquidez do sistema financeiro na segunda metade do ano à medida que a economia se recupera do coronavírus, mas precisará considerar retirar esse apoio em algum momento, alertou o presidente do banco central do país nesta quinta-feira.

Os comentários sinalizam as preocupações das autoridades de que o estímulo monetário adotado nos últimos meses para ajudar as empresas durante a pandemia possa aumentar os riscos da dívida na segunda maior economia do mundo. Leia mais

Bancos justificam corte de taxa do BCE com a maior operação de liquidez de todos os tempos

O Banco Central Europeu realizou sua maior injeção única de liquidez nos mercados monetários da zona do euro, em uma aparente justificativa de seu movimento para empurrar ainda mais as taxas de juros para território negativo no mês passado.

Os bancos emprestaram 1,308 trilhão (US$ 1,47 trilhão) na Operação de Refinanciamento a Longo Prazo do BCE, ou TLTRO, a primeira a oferecer uma taxa tão baixa quanto -1% para os bancos que atendem aos critérios de empréstimo do BCE (o que significa quase todos). Depois de compensado o dinheiro que está sendo transferido de outros empréstimos pendentes do BCE esta semana, o valor ainda representa uma injeção de liquidez de 548 bilhões de euros. Leia mais

Mercado brasileiro

Dólar engata 6ª alta seguida com atenções a Copom; exterior pesa

O dólar fechou em alta contra o real pelo sexto pregão consecutivo nesta quarta-feira, puxado pela força da moeda no exterior e por aumento de expectativas de que o Banco Central deixará a porta aberta para mais cortes da Selic.

Os DIs aceleraram as quedas na parte da tarde, enquanto o Ibovespa ampliou os ganhos. Esse padrão de oscilação, segundo operadores, é típico de momentos de intensificação de apostas em mais reduções de juros –que levam a reprecificação no CDI e aumentam a atratividade do mercado de ações como classe de ativos para investimento. Leia mais

Após fala de Guedes, Ibovespa amplia ganhos e supera 95 mil pontos

O Ibovespa acelerou o movimento positivo nesta quarta-feira, após o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmar que o governo voltará às reformas nos próximos 60 a 90 dias, com investidores ainda aguardando decisão de política monetária do Copom.

O principal índice da bolsa paulista subiu 2,16%, a 95.547,29 pontos. O volume financeiro somou 69,44 bilhões de reais, em sessão marcada pelo vencimento de opções do índice.

Guedes afirmou que retomará o projeto liberal que persegue após ter paralisado seu programa estrutural para se dedicar às ações emergenciais de enfrentamento ao coronavírus.

“Agora estamos finalizando os programas emergenciais e vamos voltar para as nossas reformas, e nos próximos 60, 90 dias nós vamos acelerar”, completou o ministro.

Para Ilan Arbetman, analista da Ativa Investimentos, as declarações de Guedes trazem uma leitura mais benigna do mercado do quadro interno nacional.

“A gente começa a ver o governo capitalizando esse alinhamento com o centrão para conseguir aquilo que o mercado quer ver, que são as reformas”, afirmou. Leia mais

Copom corta Selic para 2,25% e abre caminho para nova redução nos juros

O Comitê de Política Monetária (Copom) confirmou, nesta quarta-feira, o corte de 0,75 ponto percentual na taxa Selic sinalizada no comunicado da última reunião do colegiado, levando a taxa básica de juros de 3% para 2,25%. Foi a oitava queda seguida na taxa, renovando a mínima histórica.

O comunicado do encontro realizado nesta quarta-feira deixou em aberto novos cortes da taxa de juros, sem especificar se virá na próxima reunião. Leia mais

Fonte – Blog – Frente Corretora – Clique Aqui

NOTÍCIAS E CURIOSIDADES DO MERCADO DE CÂMBIO:

  • Dólar abre em alta e bate R$ 5,33– Fonte: G1

Siga nossas redes

Veja mais

Exchange

DÓLAR OPERA ESTÁVEL NESTA SEXTA-FEIRA

CÂMBIO NEWS – RESUMO DIÁRIO DE NOTICIAS SOBRE O MERCADO DE CÂMBIO – 03/07/2020 De Olho no Mercado | Frente Corretora de Câmbio – Parceiro Oficial